domingo, 28 de dezembro de 2008


Quando por vezes nos sentimos petrificadas, frias, secas e contraditoriamente sedentas de um alguém
por perto.Quando por muitas vezes somos tão confusas a ponto de não saber se queremos a pessoa
aos nossos pés ou aqueles seres desprezíveis que nos fazem sentir tanta raiva a tanto apego
simultaneamente. Quando por vezes desprezamos ou ignoramos mesmo sem saber, só pelo
simples fato de saber que você foi odiada por um momento na sua vida e mesmo assim não desistiram
da conquista. Quando por vezes achamos que devemos ser transparentes e confiantes e vêm o medo do
desprezo bate mais forte. Então, o que fazer? como agir ? o que dizer? As coisas
parecem tão fáceis quando vistas de fora. Os sentimentos parecem muito mais sinceros nos outros.
Queria um dia poder confiar em algupem com tanta força que nada me fizesse duvidar de algo
ou pelo menos acreditar que outras pessoas também são capazes de gostar. É escrevendo essas coisas
que consigo chegar a conclusões que não chegaria com simples pensamentos. Á uns dias atrás
resolvi repensar minha vida e estipular metas pra um ano novo e tal. mas estipulei mais que metas,
vi a necessidade de mudar, de ser melhor de confiar mais. E de hoje em diante, aos
poucos vou tentar seguir isso à risca, começando assim que voltar de viajem. e quem sabe com a confiança aguçada eu consigo levar pra frente aquilo que me dá tanto medo? tomara néé.
boom... Feliz Ano Novo pra todos. :)

sábado, 6 de dezembro de 2008

Parabéns pra mim :)


Hoje é meu aniversário!!! Parabéns pra mim :)
rsrsrsrs
Enfim... deixei esse texto pronto pra vir aqui só postar, afinal, é meu aniversário e não pretendo ficar atolada aqui nesse computador solitário por muito tempo. E pra escrever esse texto foi um sacrifício bem...sacrificante (a redundância foi proposital) tentar sentir a emoção do dia do aniversário antes dele acontecer.

Como um dia, um único dia consegue ser tão importante pra todos nós? É incrível como em todos os aniversários penso a mesma coisa...porque comemoramos o dia em que nascemos? porque não comemoramos o dia em que fomos gerados, ou a cada mês? Essas estipulações de datas, anos, meses, dias... quando não existia ninguém devia comemorar nada, ou comemorava? Enfim... dúvida muito curel, não sei se chega a ser uma coisa construtiva a se pensar, mas assumo que é um questionamento que me faz refletir e muito ( coisa que dificilmente consigo fazer devido a incrivel falta de paciência).
Nesse único dia também surgem aqueles medos horrendos de... será que alguém vai lembrar? Será que AQUELA pessoa vai lembrar? E se todo mundo equecer? E se eu não ganhar presente (claro que ainda fico esperançosa quanto aos presentes, mesmo sabend que depois dos 15 as coisas mudam um pouco de figura né...)?
E na parte mais consciente do seu dia de aniversário que querendo ou não é sempre aquela gandaia é pensar em tudo o que se fez de bom até agora, e o peso que você ganha a cada ano em cima das costas, onde estão incluídas as resposabilidades, as metas, o juízo, o bom senso e tudo o que diz respeito à civilidade e ao bem estar próprio e com a sociedade.
Mas num resumo de tudo, aniversário é o di que nós devemos tirar para esquecer de tudo o que é comum, o que é corriqueiro e nos jogarmos naquela farra vivendo um mundo novo e acreditando que o outro dia sempre será melhor.

Por fim...
parabéns pra mim, muita gandaia, muitas felicidades, e determinação pra chegar NAQUELE lugar, com TUDO o que eu estou guardando pra levar junto comigo e subir do melhor jeito possível. (^)

domingo, 23 de novembro de 2008

E se uma lágrima rolar


Lágrimas, num instante elas rolam, e nem ao menos sabemos porque, derrepente por proteção ou por alegria, por solidão,ou aquela dor que de tanto sentir já nos acostumamos e calejamos; pela alegria de ver as coisas acontecerem sem que esperássemos por elas, ou até esperamos, mas depois de tanto tempo já havíamos até esquecido, mas elas sempre estiveram ali; rolam às vezes por aquele amor que esquecemos, ou às vezes não esquecemos, mas de tantas decepções achamos que já não somos capazes de amar novamente; rolam por achar que aquele amigo,ou companheiro não é mais o mesmo, e por vezes até é, mas de tanto tempo de convivência achamos que tudo deve ser como o começo e não vemos que as coisas mudam e nem todos os sentimentos de afeto são demonstrados por longas conversas ou enormes sorriso; rolam por aquele medo que achamos que perdemos, mas só achamos, porque ele está ali nos esperando para ensinar que não devemos jamais perder todos os nossos medos, e sim aprender e nos surpreender com eles; rolam depois de ouvir aquela música que nos lembra de tantas coisas boas. A lágrima, companheira do tempo, nada melhor do que um desabafo consigo mesmo é capaz de mudar um dia ou um humor, e nenhum sentimento importante o bastante é capaz de fugir do rolar de uma lágrima aquela lágrima que é capaz de mostrar pra você mesmo o quanto aquele momento sentimento, pessoa... é, foi ou será importante. Chorar faz bem... limpa a alma, saúda a mente e acalma o corpo.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Desabafo - Marcelo D2


"Deixa, deixa, deixa, eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar..."

Eu já falei que tenho algo a dizer, e disse
Que falador passa mal e você me disse
Que cada um vai colher o que plantou
Porque raiz sem alma como o flip falou, é triste

A minha busca é na batida perfeita
Sei que nem tudo tá certo mas com calma se ajeita
Por um mundo melhor eu mantenho minha fé
Menos desigualdade, menos tiro no pé

Andam dizendo que o bem vence o mal
Por aqui vo torcendo pra chegar no final
É,quanto mais fé,mais religião
Amor que mata,reza,reza ou mata em vão
Me contam coisas como se fossem corpos,
Ou realmente são corpos,todas aquelas coisas
Deixa pra lá eu devo tá viajando
Enquanto eu falo besteira, nego vai se matando
Então

[refrão]
Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar 2X

Ok,então vamo lá,diz
Tu quer a paz,eu quero também,
Mas o estado não tem direito de matar ninguem
Aqui não tem pena morte mas segue o pensamento
O desejo de matar de um Capitão Nascimento
Que,sem treinamento se mostra incompetente
O cidadão por outro lado se diz,impotente,mas
A impotência não é uma escolha também
De assumir a própria responsabilidade
Hein?

Que cê tem e mente,se é que tem algo em mente
Porque a bala vai acabar ricocheteando na gente
Grandes planos,paparazzo demais
O que vale é o que você tem,e não o que você faz
Celebridade é artista,artista que não faz arte
Paga um como pilates achando que já fez sua parte
Deixa pra lá,eu continuo viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai,vai
Então deixa...

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

TIRINHAS

















































tirinhaas

-TÁ QUERENDO UM AFAGO?
asioaoisoaiosias

Sagitário


Sagitário - O Óptimista Agradável Irrefletido. Não quer crescer (Peter Pan Síndroma). Favorece ego. Orgulhoso. Gosta de luxos e jogar. Social e gosta de sair. Não gosta de responsabilidades. Frequentemente fantasia. Impaciente. Divertido estar ao seu redor. Tem muitos amigos. Coquete e gosta de flirtar. Não gosta de regras. Às vezes hipócrita. Antipatiza com espaços limitados - apertados ou até mesmo roupas apertadas. Não gosta que duvidem dele. Bonito por dentro e por fora.

Eu fico lendo esses mapas astrais, previsões de signos, coisas desse tipo e juroque fico impressionada como eles acretam tanta coisa. Já tentei ir pela lógica e pensar que eles usam um termo que pode ser generalizado e assim, servir pra qualquer pessoa, mas não é. Se pararmos para reparar, um exemplo da frase:" não quer crescer " não pode ser usado em todos os casos, pois existem signos que têm espírito de sabedoria e buscam sempre serem superiores ou coisa do tipo (não tenho nenhum conhecimento sobre essa área), enfim, não há como dizermos que eles abrangem o ser humando no geral porque nem todos querem ser crianças sempre ou gostam de sair por exemplo, sem contar que unca vi uma pessoa dizendo que seu signo não tem nada a ver com a sua personalidade. Enfim, não ia falar sobre isso, mas como li esse trecho ai de cima e vi que eu sou exatamente asism e sou sagitariana fiquei meio confusa.

Mudando completamente de assunto estava eu hoje conversando com a minha amiga e me dei conta de que viver sem ter realmente alguém no coração é tão chato. Me lembro das vezes em que eu ficava sozinha pensando em ninguém e me via sem nenhum motivo pra pulkar de alegria ou sorris desesperaamente quando um certo alguém me dizia algo muito carinhoso ( e que às vezes nem era nada de importante); agente sofre por amor e reclama, mas quando não tem ninguém pra te fazer sofrer também reclamamos. Acho que precisamos de uma boa injeção de "ter ao que se dedicar" asism dá pra esquecer de certas coisas pelo menos por um momento. MAAS NÃO DÁÁÁ não sou capaz de ficar nem um segundo sem pensar no sexo oposto, seja ele um pensamento bom, ou um pensamento muito ruim. Não posso escrever muita coisa porque meus pais lêêm isso ( calma pai e mãe não é nenhuma compulsividade)- imagina, eles nem me vêêm em casa todos os dias reclamando da ausência do namorado. rsrsrsrs
A é isso, esse post foi mais descontraído né. Vou passar a postar coisas do tipo.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

escrevendo que se desabafa


Tento controlar a ânsia que sinto de esrever pra você, mas como tudo em mim lentamente se torna uma compulsividade não sou capaz de manter o controle e acabo me rendendo aos caprichos da vontade de desabafar, como em todas as outras vezes em que me vi apaixonada. Derrepente esse texto nunca chegará à você, ou se chegar, sei que não terá a sagacidade de se ver em minhas palavras ou minhas definições tão pessoais sobre como te vejo, talvez por elas serem pessoais até demais sendo capazes assim de idealizar um ser perfeito que é a forma como todos os amantes podem ver seus amados sem nenhuma dificuldade. Essas podem ser mais um tanto de palavras vazias, que de tanto se ler acabam ficando repetitivas e enfadonhas, mas isso pode ser explicado por qualquer um que já sentiu a necesidade de mostrar à todos o que se é capaz de fazer e mudar quando nos vemos dependendtes de uma mera ligação ou um sorriso que no meu caso é uma raridade valiosa.

Ilusões vêm aos montes pela minha cabeça, tornando o real em imaginário e o imaginário em real, elas transformam tudo o que tenho certeza em meras suposições e me mostram caminhos perfeitos em que posso seguir, e quando acredito nesse caminho, lembro-me que estou sonhando e acordo como num fim de um filme de romance com o final feliz. Derrepnte se tudo que sonhamos fosse realidade não saberíamos nem o que é chorar por alguém que não chegou, ou estar ansiosa por algo que irá acontecer. Depois de muitas linhas escritas começo e me pegar questionando se a vida é injusta ou nós que somos impacientes e até idealizadores demais. Ainda tenho no peito feridas hoje já cicratizadas, mas suas marcas continuam aqui e ao olhar para elas lembro que o que as causou foi simplesmente isso, falsas idealizações. Hoje eu tenho certeza que só consigo realmente aprender "apanhando" ee levo isso como uma experiência, um estágio para o futuro, porque dizer eu te amo faz bem, e se seguirmos com esse medo de dizer, fazer ou sentir seremos carrascos de nós mesmos, vivendo friamente e acreditando numa realidade bruta em que temos que ser nazistas de nós mesmos. E me entrego novamente à um futuro sem certezas ou fim concreto, mas afinal, qual futuro é certo? E sendo certo demais não há graça, não há emoção. Chego ao fim desse texto deixando em evidência a minha eterna vontade de viver amando e sofrendo, porque sem amor, eu nada seria e sem a dor eu nada aprenderia, por isso não tenho medo de mostrar minha adimiração, meu afeto, meu amor por você. E mesmo sem você ler fica registrado aqui que um dia alguém te confiou o coração e as palavras. Palavras sinceras até então, que um dia talvez serão lidas como um mero desabafo que passou trazendo a lembrança de mais uma paixão.

domingo, 3 de agosto de 2008

Ai me deu uma vontade de atualizar aqui mesmo com pressa. Meu domingo vai ser bom hoje né. Até que enfim vô sair pra algum lugar já tava entediada. Enfim, não posso falar muito se não o negócio desanda. Mas também não posso me acabar porque amanhã tem aula. Ai eu não suporto a idéia de ter que acordar às 06:00 todo dia, pra que isso? O dia só podia começar depois de 12:00 assim que seria o certo. Rs. Ilusões e desejos a parte eu consegui convencer meu pai a me dar o me presentão de aniversário. Só falta a mãe agora. Vaai ser difíííícil, são não impossivel, tomara. Bom é isso. Beijos ;*

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Quando eu me destino a fazer as coisas certas tiipo estudar usando a internet e fazer coisas úteis tudo falha inclusive a conexão. Deve ser sinal né. Ai se eu for falar aqui como eu odeio essas equipes de assistência técnica não vai ter ouvido que me escute. E olha que não são só as grandes não, parece que toda vez que agente precisa de uma coisa tudo falha só pra irritar. Enfim deixa eu explicar né. Bom desde segunda feira minha internet não connectava mas como não fiqu em casa na segunda não fui reclamar na terça inda tava ruim então fui reclamar, reclamei terça de manhã e hoje sexta feira que eles vêm aqui consetar a internet. Enfim esse é o motivo da raivca. enquanto eu nõ tinha internet pensei em algumas coisas que me ajudaram muito mas continuo com os mesmos problemas, aaa e até que enfim fuui visitar aquela minha tia que eu tava sonhando ultimamente e Graças a Deus ela não tinha nada demais. E a ansiedade de saer se eu passei no crso tá me corroendo, loouca pra chegar segunda e saber logo, mas ao mesmo tempo não quero voltar as aulas porque eu sei que vai começar tudo denovo, e olha que o problema não é a escola e as aulas não, uma pessoa só me faz ficar com medo de escola, mas tudo bem um dia eu supero. :)
bom é isso to indo almoçar agora beijos pra quem lê.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Pssado bem presente.



Voltei Rs. Eu tava ouvindo uma música, aliás eu tô ouvindo uma música que nãofez outra coisa além de me dar vontade de escrever. Talvez ninguém vá entender isso mas pode ser lido como um texto ou um poema de um escritor, mas no meu caso nada famoso.
" E tempos depois de achar que te esqueci, seu nome me vem a mente, seu olhar volta a me perseguir e eu sinto que absolutamente nada mudou. Essa sua sombra que não me deixa em paz e me faz planejar, sonhar e te sentir tão perto. Mas eu sei que tudo não passa de ilusão e que seu olhar não me vê a muito tempo.
Derrepente toda aquela certeza que um dia eu tive sumiu, e denovo você virou o centro de tudo o que eu penso, tudo o que eu falo, tudo o que e faço.
O que me fez lembrar disso tudo? Uma pessoa alheia a qualquer conhecimento que nem eu sei quem é me fez ver que só a hipótese de te ver inalcançável me atormenta.
Ainda fico tentando entender o porque te conheci, se não foi pra viver e fazer tudo o que eu sonho hoje, pra que foi ? Com que intenção o destino colocou você no meu caminho? Porque você foi o único que fez com que eu me sentisse assim tão incapaz ?Porque eu te deixei escapar das minhas mãos tão depressa?
Eu ainda espero o dia em que tudo vai se responder e peço todos os dias, pra você vir de uma vez ou sumir pra sempre do meu coração."
(...)"Talvez estejamos perdendo toda a razão nas nossas brigas tolas
Talvez desta vez parecerá correto
Quero te falar sobre
O dia em que nos conhecemos e
Como eu me sinto quando você me abraça forte
E como você mudou minha vida."
Toda vez eu falo que não vou abandonar e acabo abandonando né. Então dessa vez nem vou falar nada. Rs. Fiz muita coisa nesse tempão que não postei por isso sei que vou esquecer da mmetade mas tudo bem. Férias né. Aproveitei bem, só essa semana que eu fiquei todinha em casa não tava com o mínimo ânimo pra sair. Amanhã vou dar aquela passadinha na minha vó. to com saudades dela. Enfim. Viajei mas nem pude tomar sol por causa da pele que é branquinha e etc e tal, mas aproveitei. Tava tudo ótimo durante o "tempo de viajem" sabe mas foi só chegar que vieram todos os problemas e tudo que eu tinha esquecido enquanto não tinha ninguém perto. É sehoras e senhores aquela famosa recaída, mas dessa vez eu não quero nem saber ! eu vou passar por cima dela. Vooo nada ! era só uma injeção de ânimo que não fez efeito. Aos poucos tá tudo mudando, beem aos poucos mesmo mas o que importa é que muda né. Amanhã sábado e aquele curso ás 8 horas da manhã denovo. Agora alguém é capaz de me responder o que leva uma pessoa a abrir um curso aos sábados e de manhã? :o Não né. Eu tambbém gostaria de saber o que deu em mim pra entrar nesse curso. O que agente não faz por um futuro promissor né. Por hora é só. Beijos ;*

sexta-feira, 11 de julho de 2008

ENFIM, FÉRIAS!


Férias.! Até que enfim elas chegaram, não aguentava mais aquela história de ir todos os dias de manhã, olhar, falar por nada. A única coisa que não tá me ajudando muito é esse tempo. Ele não firma de jeito nenhum. eu tô precisando muito de uma praia e de um sol que se Deus quiser eu vou matar essa vontade sexta feira que vem. Quanto tempo que eu não viajo com as amigas né. Tô pressentindo que dessa vez vai ser boa a coisa.
Enfim, tirei o dia hoje pra dar aquela faxina no meu quarto e jogar TUDO fora, é impressionante toda vez que eu arrumo eu acho uma coisa de pelo menos uns 4 anos atrás que n última faxina eu guardei pra fcar de recordação, e essas coisas são tão inúteis. E os papeizinhosque eu guardo? Achei muitos desse início de ano. Não posso negar que eles me deram uma breve depressão mas nada que eu não supere, afinal eu superei o pior. Por falar no pior eu tava falando com aquela criatura abominável a uns dias atrás e joguei aquelas piadinhas que eu amo fazer com ele, e ele resondeu crente que tava abafando, como se eu me importasse. Rs tadinho me deu uma vontade de falar : vem cá, tá achando que tá com tudo né? Pois intão NÃO TÁ! Tô falando isso de sacanagem e você levando a sério. Mas eu me contive e soltei um breve: pois é né. Quando agente acha que não tem mais o que invertar me aparece isso.
E a mania agora tá sendo festa junina né. Tem coisa mais abominável que isso? Comemoração de família, festinha de rua, ainda bem que eu parei de sair ultimamente mas não vou poder fugir da festinha do meu primo amanhã. Uma só não mata né. É isso, meu fim de semana vai ser um pouquinh agitado por isso devo ter algumas coisas engraçadas pra segunda.
Beijos ;*

domingo, 6 de julho de 2008

Outro dia normal

Pois é mais um domingo tedioso e tudo do mesmo jeito. Mais tarde vai ter o show de uma bandinha de emos aki por perto mas eu tô longe de querer ir num lugar desses né, não tô me desfazendo de ninguém não antes que venham aqui me criticvar por não respeitar o trabalho alheio mas é uma opinião própria, não gosto e ponto. Prefiro ficar em casa estudando, lendo meu livro que diga-se de passagem é ótimo, e estudar um pouquinho também que eu tô precisando. Cabo que ontem eu não fui pro curso no fundo eu sei que foi preguiça mas dei a desculpa pra minha mãe que foi porque ainda ia escolher o dia do curso mas semana que vêm eu vou.
Mudando de assunto totalmente. Hoje eu li uma matéria numa revista antiga que dizia que as mulheres quando estvam bem consigo mesmas amam sair e se divertir, riri e tal, e eu vi que sou completamente o oposto dessa situação. Se eu tô com algum problema quero logo sair pra esquecer, beber, bançar, e deixar tudo de lado e quando eu tô bem gosto de ficar em casa vendo uns filmes que por sinal sou viciada e fazendo coisas que eu gosto. Será que eu sou nomal? Rs vai saber né .! Beijos ;*

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Mais uma

É, chegou a sexta feira. Eu nem acredito que vou conseguir ficar em casa, bom pelo menos vou tentar né. Tô precisando parar de sair um pouco afinal, não vou ganhar dinheiro com eventos até o fim de agosto e já que eu tô achando essas festas sempre um porre com as mesmas pessoas e as mesmas coisas toda semana vou dar uma de antisocial e ficar em casa sozinha, não quero nem minha mãe me aporrinhando. E só de pensar que amanhã vou ter que acordar cedo pra fazer curso e só voltar só ás 6 horas da noite até fico cansada. Vo aprveitar que consegui criar vergonha na cara e estudar.
Tô melhor da fossa de ontem já, mas continuo achando que preciso de um namorado e o pior é que eu já tenho a pessoa em mente mas ele nem sonha isso. Mas deixa sem saber mesmo porque só assim eu não crio expectativas. E logo vem o bendito desejo da conquista. Putamerda! será que eu não vivo sem isso? Como se não bastasse o padrão masculino que ultimamente eu tô sendo atraida que é um tanto peculiar ainda vem essa vontade de namorar com um esnobe, galinha e com aparência peculiar. É tanta coisa junta que chega a me dar ânsia. Enfim, vou fazer alguma coisa pra ocupar meu tempo. Mais tarde quem sabe eu volte aqui. Tô vendo que nesse meu dia frio literalmente (odeio frio) vou precisar de um desabafo poético daqueles.
Beijos ;*

quinta-feira, 3 de julho de 2008

O Desconhecido interior


É estranho como podemos ser tão desconhecidos pra nós mesmos ás vezes. Eu falo isso porque várias vezes eu mesma não me intendo e fico me perguntando como eu reagiria oou o porque de eu ter reagido de tal forma em determinados momentos. Será que sou só eu? Ou outras pessoas também sentem o mesmo ? Ultimamente tenho parado e pensado muito em coisas como essas e revendo o passado, sei que muitos dizem que quem vive de passado sofre mais , mas eu posso dizer que não vivo dele, teoricamente eu só me espelho no que eu fiz pra um dia quem sabe poder mudar os erros e de me entender. Um exemplo disso é quando eeu olho pro meu passado e vejo que eu sou incapaz de amar alguém além de mim mesma. Eu sei que isso pode ser considerado um egoísmo mas nada melhor do que a sinceridade, claro que já amei outras pessoas isso é óbvio , mas eu nunca fui cega de amores a ponto de esquecer de mim. Eu queria só por um dia viver um momento assim que eu não pensasse em consequência de nada e muito menos no meu orgulho próprio. Então depois de pensar tanto sobre isso cheguei a conclusão que eu não gosto do amor e sim da arte da conquista e de ser conquistada e depois que isso acontece nada mais tem graça de verdade e sim costume. Mas ao contrário do que possa parecer não sou desumana, muito pelo contrário eu sou mais manteiga derretida do que muita gente. Pra dizer a verdade, de tantas perguntas eu cheguei ao consenso de duas respostas que podem ser úteis até eu mudar de opinião mais uma vez eu realmente amo conquistar e ser conquistada e o que verdadeiramente falta na minha vida é uma paixão.

domingo, 18 de maio de 2008

De volta

Não abandonei não. rs Só não tava com tempo de passar aqui. Passei minha semana toda meio ruim sabe? com dor de cabeça, e com problemas amorosos como sempre. E depois da escola sempre rola aquele barsinho com os amigos pra afogar as mágoas. Pareci até uma pinguça falando rs. Por um milagre eeu consegui me controlar esse fim de semana e não saí, já tava todo mundo me perguntando se eu tava doente. Mas hoje eu saio, só porque é na outra rua da minha casa se não sei que também não ia. Já esqueci de muitos dtalhes vou passar a postar todos os dias pra não deixar de dizer nada.
Pra essa semana já tenho planos. Casamento quinta com o Léo e sexta viajar com a tia.
Bom é isso. Amanhã eu posto denovo sobre meu dia. ;*

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Postagem de estréia

Primeira postagem aqui né.
Então ... sempre gostei de escrever e faço isso todas as vezes que tenho um papel e uma caneta nas mãos. Parece que as palavras surgem do nada e eu sempre tenho algo a dizer. Mas sentia falta de poder reler tudo o que eu fazia, mas como são tantos papeisinhos pequenos e tal não dava pra guardar tudo. Até que surgiu a iéia de fazer esse blog e dizer aqui tudo o que eu tenho vontade e inlusive transcrever todos os papeisinhos escritos ao acaso virão parar aqui.
Bom um resuminho de mim. sou uma adolescente típica, me considero normal, nada problemática, gosto de tudo oque é bom, das minhas amizades, da minha famíliaa, da minha gatinha (vou falar muito dessa gatinha), escola, festas, cursos, enfim, tudo teem seus altos e baixos mas nada que ultrapasse os limites da normalidade. Bom é isso.
Boa leituraa. Depois comento mais.