domingo, 28 de dezembro de 2008


Quando por vezes nos sentimos petrificadas, frias, secas e contraditoriamente sedentas de um alguém
por perto.Quando por muitas vezes somos tão confusas a ponto de não saber se queremos a pessoa
aos nossos pés ou aqueles seres desprezíveis que nos fazem sentir tanta raiva a tanto apego
simultaneamente. Quando por vezes desprezamos ou ignoramos mesmo sem saber, só pelo
simples fato de saber que você foi odiada por um momento na sua vida e mesmo assim não desistiram
da conquista. Quando por vezes achamos que devemos ser transparentes e confiantes e vêm o medo do
desprezo bate mais forte. Então, o que fazer? como agir ? o que dizer? As coisas
parecem tão fáceis quando vistas de fora. Os sentimentos parecem muito mais sinceros nos outros.
Queria um dia poder confiar em algupem com tanta força que nada me fizesse duvidar de algo
ou pelo menos acreditar que outras pessoas também são capazes de gostar. É escrevendo essas coisas
que consigo chegar a conclusões que não chegaria com simples pensamentos. Á uns dias atrás
resolvi repensar minha vida e estipular metas pra um ano novo e tal. mas estipulei mais que metas,
vi a necessidade de mudar, de ser melhor de confiar mais. E de hoje em diante, aos
poucos vou tentar seguir isso à risca, começando assim que voltar de viajem. e quem sabe com a confiança aguçada eu consigo levar pra frente aquilo que me dá tanto medo? tomara néé.
boom... Feliz Ano Novo pra todos. :)