quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Puramente cruel


Eu gosto é da coisa errada, da noitada, da noite virada;
O que eu quero é aventura, travessura, firula
O bom é ser mal amada, ser idolatrada...

Há os que são bons por natureza, certos por costume e vontade, Há os que são bons quase sempre, mas que sonham com suas maldades e as dispertam ás vezes muito sonsamente. Eu me defino cruel. Não com os outros mas comigo mesma, gosto do que faz mal, do veneno doce que amarga no final, gosto de ser boa aos próximos e definida como incógnita aos alheios. Gosto, Quero, Preciso, Sou assim: Indefinida, ambígua e ao mesmo tempo decidida, firme e certeira em meus alvos, não vivo pensando em adiar a morte e muito menos em quando ela virá, não creio que eu seja ao ápice compreensiva, mas ás vezes tento o ser para não parecer de toda ignorante, Ironica, Detalista, Desligada, masoquista, não gosto do que é fácil mas me apego á eles pra não ser totalmente desprendida, apesar de o ser sempre. Quero o difícil, mas o difícil por completo, do jeito que idealizei. Quero o que quero e ponto, não há mais, nem menos, há o que tem que ser, o que eu escolhi que será. E assim vai ser não importa o tempo que possa demorar. Eu espero, o tempo que for. Eu quero é ser livre! do jeito que meu sonho me mostrou.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Quantos quilômetros você fuma?


Certa vez, um bom amigo foi consultar um determinado médico.
- Boa tarde, doutor!
- Boa tarde!
- Como vai passando o senhor?!
- Se estou chegando ao estaleiro, o barco não está bom.
- Então, mãos à obra, pois quero vê-lo navegando feliz pelos mares da vida. O que o senhor vem sentindo? São as velas ou é o motor?
- São os pulmões, creio. Sinto fortes dores e dificuldades na respiração. Estou afundando, doutor!
- Ora, não se assuste. Coragem. Submarino afunda e sobrevive. O senhor fuma?
- E muito.
- Quantos maços por dia?
- Acredito que comecei com um maço. Hoje já estou fumando um exagero. Quase três maços! Dois e meio é certo.
- Então vejamos. Um cigarro mede 9 cm. Um maço tem vinte cigarros, somados, teremos um metro e oitenta. Admitindo-se, em média, dois maços por dia, o amigo queimou 3 metros e 60. Continuemos. Em uma semana fumou 25 metros e 20 centímetros. Vejamos em um mês. Nada mais nada menos que 1.200 cigarros, perfazendo um total de 1.314 metros, ou seja, 1 quilômetro e 314 metros. Quantos anos o senhor tem?
- Estou beirando os 56.
- Descontando-se os quebrados, o senhor já deve ter fumado uns 35 anos. Voltemos aos cálculos! Em trinta anos o cavalheiro fumou 438.000 cigarros, deixando um rastro de cinza de 39 quilômetros e 420 metros. Somemos mais 6 quilômetros e 570 metros dos 5 anos restantes e teremos 45 quilômetros e 990 metros.
- Barbaridade, passa de Mairiporã!
- Como não sou engenheiro, podemos admitir pequenos enganos nos cálculos.
- E agora, doutor?
- Agora, vamos à nossa tabela. Aqui está: 5 quilômetros - chiados no peito; 10 quilômetros - bronquite; 15 quilômetros - bronquite asmática. (Não posso dizer que aos 30 quilômetros é câncer).
- O que foi doutor?
- Nada. Apenas aconselho o amigo que vá largando de fumar, antes de atingir perigosas quilometragens. Passe bem!
(“DIÁRIO DE SÃO PAULO”)


Dedicada á lei antifumo.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009


Encontro pela vida milhões de corpos; desses milhões posso desejar centenas; mas dessas centenas, amo apenas um.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Meu bem...



Meu bem, use a inteligência uma vez só, quantos idiotas vivem só, sem ter amor e você vai ficar também sozinho e
eu sei porque. Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo. Quantas vezes eu tentei falar que no mundo não há mais lugar pra quem toma decisões na vida sem pensar. Conte ao menos até três, se precisar conte outra vez, mas pense outra vez meu bem. (Sua Estupidez)

"E agora? separados quem somos? somos um programa de televisão que sai do ar e como ninguém desliga o aparelho de tv fica aquele chiado incomodando no escuro? somos a lembrança de um beijo que não foi dado? se você não queria ser infeliz comigo, saberá ser infeliz sozinha?"

terça-feira, 19 de maio de 2009

Se...



Se todo dia fosse como hoje, se todo amanhã fosse como ontem, se todo dia fosse domingo e se toda cama tivese um casal como nós dois. Se existem momentos inesquecíveis e paixoes inabaláveis, somos nós. E meu sentimento por você pode até mudar, de nome, de lugar, de intensidade... mas nunca deixará de ser o que é. Se tua ausência deixa silêncio em todo canto e tua presença colore meu mundo feito uma aquarela.
Não me deixa sozinha hoje, você acabou de chegar mas já estou com saudades. Que tal esquecer dos compromissos e fingir que é domingo? Podemos nos aventurar na cozinha ou só pedir uma pizza, deita aqui comigo, esse frio só você esquenta. Se um dia eu te quis por perto, hoje eu digo que preciso de você. Eu deixo você ir depois que escurecer, só nunca se esqueça de deixar um beijo enquanto durmo, de me admirar antes de fechar a porta e olhar pra minha janela, antes de dar partida no carro.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Ultimo dos românticos!



Dizem as línguas alheias que existem cerca de 3 homens para cada mulher no mundo. Ou seja, as mulheres já estão matematicamente destinadas à disputar à tapa (ou à capacidade) os homens no mercado. Usando ainda o cálculo de 3 para 1, descartamos os 80% canalhas e falsos apaixonados e ficamos com os 20% que em tese, são sinceros e verdadeiros (até que se prove ao contrário). E desses 20% descobri 1 na minha cama!! (Pausa dramática pra reflexão) como eu consegui isso?
- Venho aqui especificar que a expressão "na minha cama" é meramente figurativa no meu caso, mas não descartemos a possibilidade de você, cara leitora, ter um deles já em seu humilde colchão relaxante.
Enfim, voltando ao tema. Depois de uns tempos solteríssima e assumidíssima naquela fase de não querer nem me preocupar com homens, enjoei da vida independente e passei a observar os homens à minha volta, fiquei com uns, outros até tive relacionamentos mais sérios, mas nada que chegasse a um namoro de verdade, então, depois de desistir dessa saga cruel e deixar o destino dizer, eis que e vejo com o último dos românticos e carinhosos em minha simples vida, com direito à ligações despertador (para me acordar na hora que eu peço), com ligações de boa noite, e durante o dia, e atenção máxima em qualquer situação (até no trabalho dele, num dia movimentado). Assumo que ser mimada é uma coisa bastante comum na minha vida, afinal filha única e neta única é pra essas cosias, mas mimo de namorado é outra coisa, né! Talvez por termos pouco tempo de namoro as coisas ainda são novidades e etc. Dá pra ver quando um homem é carinho, só pelo jeito de falar, e de assumir diversas situações. E convenhamos, um cara canalha é bom, mas um romântico é melhor ainda! Os românticos (verdadeiros) são homens que sabem ser sagazes, sabem ter seus momentos doces e infantis e as horas que ele realmente deve ser um homem. Enfim, A uns posts atrás disse que declarava público meu amor aos canalhas.
Agora me dou o direito de mudar um pouco a frase: "Declaro público minha atração aos canalhas, e meu amor aos verdadeiros românticos."

domingo, 1 de março de 2009


Hoje eu quis esvaziar as gavetas, arrumar os armários e rever tudo o que era "velho", relembrar fatos, rir de piadas passadas, rever antigos amores. Tudo sem arrependimentos, sem culpas, sem sofrer. Fui feliz, vi o quanto aprendi, quantas coisas me fizeram crescer, mas por outro lado, vi como a inocência de menina foi embora, percebi quanta malícia eu vejo nos olhos de uma pessoa, coisa que eu não faria a 1 ano atrás. Hoje, vejo que tenho uma barreira que não me deixa acreditar em ninguém, ou se acredito, desconfio por outro lado, sei que isso é uma precaução quase inconsciente de um dia poder sofrer denovo, e por inúmeras vezes me pergunto se isso é bom. Acreditar no próximo é a maior qualidade que alguém pode ter, saber ser feliz, ser amiga sem pensar na possibilidade de tudo desmoronar de vez em cima da cabeça. Não cheguei a uma conclusão óbvia, continuo sem saber se teria forças o suficiente pra enfrentar tudo de frente sem pensar no futuro.
Afinal, peito de aço é uma coisa que eu não tenho. Por vezes fico pensando se esse medo não me fez perder oportunidades, sei que sigo o dilema "Se for pra ser, será", mas pensar não mata né? rs
É isso! recomendo essa terapia, ver coisas antigas, mas sem nostalgia, sem sofrimento, só rever e pensar em tudo o que foi bom ou que aprendemos.
FICADICA (:

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Se arrependimento matasse...


Tantas coisas fazemos, dizemos, pensamos; e de quantos por cento dessas coisas nos damos ao luxo de nos arrependermos. De muitas pessoas já ouvi o termo "Ah! se eu não tivesse feito aquilo", ou "Se eu pudesse voltar atrás, não faria de novo". Não sei se pode ser considerada uma boa teoria, então, vou chamar de tese; Qual o objetivo de um arrependimento? O que ele vai trazer pra sua vida? Um peso na consciência, e remorso. Só isso, mais nada! Por isso é muito mais fácil levar o suposto erro como um aprendizado, quer melhor façanha? Assumo que por muitas e muitas vezes me arrependi de muitas coisas, e sofri muito por isso. Ficava me martirizando, imaginando como estaria minha vida se nada daquilo tivesse acontecido, mas pra absolutamente nada! porque de tanto me crucificar por um erro passado não mudou em nada o meu futuro! Já foi feito e ponto! Me vi dando esse conselho à uma amiga hoje, justamente numa semana em que eu deveria estar apavorada por um pseudo-erro que eu fiz domingo, mas aprendi o macete de não me preocupar mais com o feito, só com o que está para se fazer. É muito difícil fazer isso, esquecer que pode ter sido errado, que poderia ter sido diferente, mas não é impossível, e posso dizer com a mais pura certeza que o arrependimento é o maior meio que temos de nos julgarmos, afinal não há coisa pior do que assumir um erro próprio e saber que não há como voltar atrás. E é justamente por não poder voltar atrás que não tenho medo de jogar um pano em cima e seguir em frente, com a mais pura certeza de que eu tentei, e se não deu certo, era porque não era pra ser; e ao mesmo tempo, se não certo, esse é um exemplo a se seguir de não ser repetido.

Na vida tudo tem um tempo pra passar
Pelo menos eu tentei
Pelo menos me esforcei pra ficar contigo
Hoje penso em te escrever
Penso em te encontrar
Penso em ter você
Penso em me afastar
Pelos menos eu tentei
E até que tentei demais, mas

Pelo menos eu tentei chorar
Mas acontece que a vida não me deixa desabar
Não vou beijar concreto
Tá tudo certo
Tá tudo em paz.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Sou mais o platônico.


Quem na vida não tem um amor? Quando se fala em amor SEMPRE vêm alguém na sua mente, nem que seja aquele primeirinho que você teve láááá na época da tia cocota, e paixões? Quantas coisas imaginamos, e idealizamos, sem ninguém nem imaginar qual filme passa em nossas mentes. E isso é tão bom, poder sentir e viver uma vida com quem gostamos independente de realidade, de problemas, de interferências do mundo. Por isso eu sou mais o amor platônico, sabe aquele que sentimos quando somos crianças e temos vergonha de dizer? pois é, esse mesmo! É diferente sentir aquele frio na barriga quando aquele homem ou mulher passa, e melhor ainda é a sensação de saber que o outro nem imagina o interesse que disperta em alguém, aquele jogo de olhares que tentamos mostrar alguma coisa diferente, torcendo pra que ele ou ela capte a mensagem, e fato que não notará, ao menos que você queira, e aí vai, não há aquele apego à pessoa, só sentimos isso quando realmente vemos ou sentimos o cheiro, mas é difícil lembrar no dia-a-dia de um amor platônico. Eu considero esse como o mais puro de todos os sentimentos. Porque é um gostar independente de tudo, não há troca nessa paixão, simplesmente amamos e ponto! Não existe a necessidade do querer receber em troca porque só de conversar, ou ver já nos sentimos realizadas. Eu sei que pode parecer um tema meio feminino, mas não é! já conversei com muitos homens sobre isso e eles até os que namoram, tem um amor platônico em mente. Seja ela uma vizinha, uma colega de turma mais tímida, ou até aquela prima distante que vemos de ano em ano. Esse é amor platônico. Um sentimento que não prende ninguém à ninguém, que é saudável, que não existem brigas.
Preciso frizar aqui que estou falando do amor em si, é bem diferente do sofrer calado. A partir do momento em que se sofre por um amor platônico, ele não é mais platônico, é só amor.

"Não se afobe, não
Que nada é pra já
Amores serão sempre amáveis
Futuros amantes, quiçá
Se amarão sem saber
Com o amor que eu um dia
Deixei pra você".
(futuros amantes - chico buarque)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

LOS CANALHAS!


Declaro público o meu amor aos CAFAGESTES!




Eles são bonitos, se não, tem alguma coisa que atrai, são inteligentes, te tratam bem, e fazem você se sentir a única, mas calma! sem agitações! isso tudo, só na primeira semana. Depois de muitas ligações carinhosas na madrugada, muitas mensagens, muitos mimos, eis que algo acontece... ele some! Pra desespero da platéia e pânico da mocinha. E agora? o que nos resta é ir atrás e ver o que aconteceu, quando ouvimos a seguinte resposta:"ah meu amor, desculpa eu tava meio ocupado, mas não equeci de você em nenhum instante, te juro! Vou te ligar pra sairmos, tudo bem?" Você derretidííssima com as palavras do doce eqüíno, desliga o telefone sorridente e esperançosa pra futura ligação, até aí tudo ótimo, você ainda não se deu conta de que para uma ligação até o presidente da república tem, mas por inocente deixa passar esse tolo detalhe e continua esperando ansiosíssima pela ligação, tentando imaginar até uma roupa pra na hora não se sentir perdida, os dias passam, a semana também, e nada do meu querido bem ligar. Pois é, cara amiga ele não ligou. Aí, você recebe uma mensagem inesperada do belo animal te culpando por estar indisponível e por seu telefone estar sempre desligado, "mas meu telefone estava 24 horas ligado e de preferência ao meu lado, será que ele tá ruim?" isso é o que a inocente "donzela" (sentido figurado) tenta imaginar, tudo bem.
você retorna na hora e diz: "meu amor! ele tava ligado, acho que está ruim, então, vamos sair?".
Ele responde " Claro! marca um dia"
Catástrofe! um homem te pedir pra marcar o dia é o fim! Quando que uma mulher normal vai saber tomar uma decisão dessas? NUNCA! Pelo menos pra mim, sugerir um lugar ou dia ou estipular horário deve vir do homem! é ele que sempre reclama que escolhemos as piores consas, não é? então, nada mais justo do que dar as rédeas da situação para ele, no começo da pseudo-relação. Então, você meiga como sempre responde, "não, meu bem, fala você um dia, prefiro assim." e mais uma vez cai na roubada do: "tudo bem, te ligo mais tarde e marcamos, meu anjo".
Pois é, depois de um tempo isso virará um círculo vicioso de: "eu te ligo mais tarde meu anjo, amor, bem, querida, linda, etc". E você, não pode nem reclamar de uma vez sequer que ele te tratou mal, ou de um momento desagradáel com ele. É! ELE SOUBE FAZER! e o pior de tudo é que eu nem posso gritar pelos quatro cantos: CAFAGEEEEEESTEEEEEEEE!!! que de certo suas amigas, e as amigas dele dirão que você precisa ser internada, porque o pobre híbrido nunca fez nada demais além de te tratar bem e chamar de meu amor. E ainda dizem que ele deve ser tímido, ou estar inseguro. Nessas horas o mais apropriado é assumir: SIM! Pela primeira vez eu caí no jogo de um amável caballu (cavalo em latim), e estou muito confusa por isso. Porque ele parecia um aaannjoooo...

Canalhas, canalhas... Pra aventuras e emoções vocês são PERFEITOS!

S.O.S. homens!


Venho eu aqui, no meu humilde papel de mulher falar mais uma vez sobre homens! E pro bem da humanidade, aliás, da masculinidade listarei os peeeeeores erros de um homem.

1- Fazer muita propaganda de si mesmo. Convenhamos, aquele cara que chega pra você falando que é isso, e faz aquilo sem contar com o jeito (supostamente discreto) com que ele faz pra dizer que está de carro.

2- Cantadas decoradas. Precisa de descrição? é simplesmente medonho um cara que vêm te falar " não machucou não? --'

3- Não cumprir promessas. Seja um homem que cumpre o que promete. Na dúvida, não prometa.

4- Ser divertido. “a diferença do palhaço é que você ri dele e não com ele”.Então sejá divertido, e não palhaço!

5- Burrice. Simples! se não tem oque falar, não fale! Mas querer passar uma de intelectual é o fim da picada.

6- Pedir beijo. PeloamordemeuDeus! BEIJO NÃO SE PEDE! se você quer uma mulher olhando rpa você com cara de reticências, até que vale tentar. mas se você realmente quer um beijo, beija logo!

7- Não ligar quando diz que vai ligar. Se tá em dúvida, não fala que liga. Conevnhamos, uma surpresa é muuito melhor do que uma expectativa desleal.

8- Dar uma de difícil. Afinal, esse é o papel da mulher. Toda mulher gosta de um homem persistente, mas muitahoranessacalma! só seja persistente se você ver que a mulher quer, caso contrário ela vai ter ânsia de sequer ouvir teu nome. A persistência é diferente da incoveniência. Ficar esperando a doce boneca ir atrás de você vai vai despertar raivinha na pobre moça.

9- Enrolação. Seja sincero! Se não quer, avisa logo! Se não você só vai ter uma chata no seu pé achando que alguma coisa ainda tem futuro. Bem mais fácil comunicar né? Se for no começo eu juro que não dói. experiência própria.

E para TOP 10- ignorância. Mais vale sozinho do que com um ignorante!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

I'm Yours.


Eu passei muito tempo olhando minha língua no espelho e fazendo de tudo para poder entender melhor; meu hálito embaçou todo o vidro, então eu desenhei um rosto feliz e ri. Acho que o que estou dizendo é que não há razão. Melhor se livrar da vaidade e apenas ir com o ritmo. É o que esperamos fazer. Nosso nome é nossa virtude. Não há necessidade de complicar.