segunda-feira, 16 de março de 2009

Ultimo dos românticos!



Dizem as línguas alheias que existem cerca de 3 homens para cada mulher no mundo. Ou seja, as mulheres já estão matematicamente destinadas à disputar à tapa (ou à capacidade) os homens no mercado. Usando ainda o cálculo de 3 para 1, descartamos os 80% canalhas e falsos apaixonados e ficamos com os 20% que em tese, são sinceros e verdadeiros (até que se prove ao contrário). E desses 20% descobri 1 na minha cama!! (Pausa dramática pra reflexão) como eu consegui isso?
- Venho aqui especificar que a expressão "na minha cama" é meramente figurativa no meu caso, mas não descartemos a possibilidade de você, cara leitora, ter um deles já em seu humilde colchão relaxante.
Enfim, voltando ao tema. Depois de uns tempos solteríssima e assumidíssima naquela fase de não querer nem me preocupar com homens, enjoei da vida independente e passei a observar os homens à minha volta, fiquei com uns, outros até tive relacionamentos mais sérios, mas nada que chegasse a um namoro de verdade, então, depois de desistir dessa saga cruel e deixar o destino dizer, eis que e vejo com o último dos românticos e carinhosos em minha simples vida, com direito à ligações despertador (para me acordar na hora que eu peço), com ligações de boa noite, e durante o dia, e atenção máxima em qualquer situação (até no trabalho dele, num dia movimentado). Assumo que ser mimada é uma coisa bastante comum na minha vida, afinal filha única e neta única é pra essas cosias, mas mimo de namorado é outra coisa, né! Talvez por termos pouco tempo de namoro as coisas ainda são novidades e etc. Dá pra ver quando um homem é carinho, só pelo jeito de falar, e de assumir diversas situações. E convenhamos, um cara canalha é bom, mas um romântico é melhor ainda! Os românticos (verdadeiros) são homens que sabem ser sagazes, sabem ter seus momentos doces e infantis e as horas que ele realmente deve ser um homem. Enfim, A uns posts atrás disse que declarava público meu amor aos canalhas.
Agora me dou o direito de mudar um pouco a frase: "Declaro público minha atração aos canalhas, e meu amor aos verdadeiros românticos."